Ácidos e Bases

MATERIAL E REAGENTES

PARTE EXPERIMENTAL

Teste para ácidos:

Coloque aproximadamente 3 cm de cada substância nos tubos da estante A, na ordem abaixo, e acrescente 3 gotas de AZUL DE TIMOL em cada tubo.
Atenção para as cores:
    vermelho ácido forte
    amarelo ácido fraco
    azul base

Estante A

Cor Função
Tubo 1 ácido clorídrico ________ ácido
Tubo 2 hidróxido de sódio ________ base
Tubo 3 vinagre ________________
Tubo 4 sabão em pó e água ________________
Tubo 5 suco de limão ________ ________
Tubo 6 leite de magnésia ________ ________

Teste para bases:

Coloque aproximadamente 3 cm de cada substância nos tubos da estante B, como foi feito no teste acima.
Acrescente 3 gotas de FENOLFTALEÍNA e observe.

Teste para indicador:

Coloque novamente 3 cm de cada substância nos tubos da estante C, como nos testes anteriores. Adicione 3 gotas da solução de lacto-purga, em cada tubo. Compare com o teste para bases, que você já fez, e responda:
Que substância deve estar presente no comprimido de lacto-purga?

DISCUSSÃO

Você já deve ter ouvido falar de ácidos e bases, como o ácido sulfúrico e a soda cáustica, por exemplo. Os milhões de substâncias químicas presentes na natureza são estudados por grupos ou funções, que é o termo mais correto.

As principais funções da Química Inorgânica são: Ácidos, Bases, Sais, Óxidos, Peróxidos e Hidretos (o agrupamento de substâncias de acordo com sua função química é feito levando em consideração o comportamento químico destas em reações químicas). Uma maneira fácil de compreender isto é observar reações entre os ácidos e as bases, quando os produtos formados serão sempre um sal e água, não importando qual é o ácido ou base.
    ÁCIDO + BASE SAL + ÁGUA

Se uma substância qualquer reagir com uma base e os produtos da reação forem sal e água, poderemos afirmar que tal substância é um ÁCIDO. Por meio de reações é que classificamos as substâncias de comportamento parecido em FUNÇÕES.

Os ácidos e bases nos lembram produtos perigosos, corrosivos e fumegantes. No entanto nem sempre isto é verdade. A natureza construiu um mundo cheio deles, até mesmo o corpo humano se utiliza muito destas substâncias para se manter vivo e em bom funcionamento.

Temos ácido no estômago (ácido clorídrico), nos aminoácidos (ácido e base) que formam as proteínas, na principal molécula da vida, o DNA (ácido e base), que é responsável pela transmissão dos caracteres e em várias outras partes do corpo, além dos alimentos e medicamentos: vitamina C (ácido ascórbico), vinagre (ácido acético), gordura (ácidos graxos), analgésicos (ácido acetilsalicílico), etc.

Os ácidos têm sabor azedo e as bases sabor adstringente (como o do sabão), no entanto nunca devemos colocar uma substância na boca afim de descobrir sua função química. Em laboratório utilizam-se INDICADORES, que mudam de cor quando colocados junto a determinada substância. A fenolftaleína é um bom exemplo de indicador; quando gotejamos fenolftaleína em uma substância, ela ficará vermelha caso se tratar de uma base, qualquer que seja a base, porém, se a substância pertencer a outra função, a fenolftaleína ficará incolor.

Além de indicadores para bases, existem indicadores para ácidos e bases, como o azul de timol.

Para saber se uma substância tem caráter ácido ou básico, os químicos desenvolveram uma escala que vai de 0 a 14. Por meio desta escala (pH) podemos ver que toda substância ácida tem pH entre 0 e 7 e as básicas entre 7 e 14. O pH 7 é neutro, ou seja, nem ácido nem básico.





PH DE ALGUMAS SUBSTÂNCIAS COMUNS

Suco gástrico 1 a 3 Água potável 5 a 8
Cerveja 4,1 a 5 Água pura 7
Refrigerante 1,8 a 3 Amoníaco (doméstico) 11,8 a 12,3
Suco de limão 2,1 a 2,4 Suco de laranja 3 a 4
Vinagre 2,5 a 3,5


Voltar