A Importância da Ciência Para a Nação

Concurso de Monografias Milton Ferreira de Souza – Semóptica/1999.)

Por Márcio Dias Magalhães

"Quer você pense que pode ou não pode, você está certo"
São Carlos
Julho/1999
AGRADECIMENTOS
Primeiramente à Deus, que me possibilitou condições física e mental para realizar este trabalho.
À Elaine, professora de Português ,que corrigiu os erros ortográficos deste trabalho
E principalmente à professora Gláucia, minha professora de Física , por confiar em minha capacidade e pela paciência que teve para comigo .
Ao Diretor Prof. Wanderley, que me possibilitou a realização deste trabalho com seu estímulo e apoio.
Aos meus familiares, que sempre me apoiam em meus trabalhos.

Índice

 Introdução

 Ciência e Educação : Chaves para o desenvolvimento de uma nação

 A contribuição da Física para o desenvolvimento das nações do mundo

 O Desenvolvimento da ciência no Brasil

 A Física no Brasil

 A Tecnologia no Brasil

 Conclusão

 REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

Introdução

A Ciência é a responsável pelo desenvolvimento social, político, econômico e tecnológico de uma nação.

Se em uma nação tudo estiver voltado para sua educação, com certeza, a ciência deste país será a melhor do mundo, e consequentemente, este país será o mais desenvolvido . A educação de um país tem que ter "prática", pois não existe ciência sem que se pratique ciência.

O objetivo da ciência é buscar respostas para todas as coisas, e assim, acabar com as doenças que assolam uma nação e aumentar seu desenvolvimento tecnológico.

Este trabalho tem como objetivo mostrar a importância da ciência para a nação, através da Educação, da Física e do desenvolvimento tecnológico.

Ciência e Educação : Chaves para o desenvolvimento de uma nação

O objetivo principal da ciência é buscar conhecer o mundo e as leis que o regem, por este motivo ela está presente em todas as civilizações, porém em maior ou menor grau de desenvolvimento. Pôr que? Porque a educação varia muito de um país para o outro . Mas, o que a educação de uma nação tem a ver com seu desenvolvimento na ciência? A educação é a responsável em despertar o interesse de um indivíduo para resolver todos os problemas da sociedade em que vive . Portanto, se tudo em um país estiver centralizado em sua educação, ele terá um desenvolvimento social, político, econômico e tecnológico muito bom. Um exemplo que confirma isto, são os países desenvolvidos, pois eles investem muito em educação, e devido a isto, a maioria das descobertas científicas, são de suas responsabilidades. O Japão provou ser a educação importantíssima para seu desenvolvimento, pois após a Segunda Guerra Mundial, quando sua estrutura econômica e social estava destruída, em quarenta anos ele se reergueu e hoje é uma grande potência. Isto não ocorreu somente por que os Estados Unidos lhe emprestou dinheiro, pois se fosse devido a isto, o Brasil seria uma das nações mais desenvolvidas no mundo, mas sim, devido ao lugar que este dinheiro foi aplicado, que foi na educação.

Para que a educação em uma nação seja de alto nível, é necessário que ela tenha "prática", para atingir seus objetivos. Vamos explicar de uma maneira mais simples: suponha que você está em um curso de natação e tenha apenas aulas teóricas, aprendendo quais os movimentos que se deve fazer, exercícios, etc... . Você aprendeu alguma coisa? Sem dúvida você aprendeu muito, porém o principal objetivo de um curso de natação, que é aprender a nadar, você não aprendeu. E assim também é com a ciência, não existe ciência sem práticá – la.

Dependendo como a humanidade utiliza o desenvolvimento descoberto pelos cientistas, a ciência pode ajudar os povos, como pode destruílos, por exemplo, as armas nucleares, se o homem não souber utilizá-la para seu bem, o mundo inteiro pode ser destruído . Mas, devemos nos lembrar que a ciência tem muita "coisa boa" e que com a tecnologia que ela nos proporciona, podemos fazer coisas que até à alguns anos atrás pareciam impossíveis. Devemos nos lembrar, que todo este desenvolvimento mantém uma característica da ciência, que é a de não abandonar o conhecimento do passado, ou seja, toda tecnologia que temos hoje foi desenvolvida com base em princípios descobertos no passado. Deste modo, os cientistas estão sempre aprimorando e descobrindo novas tecnologias, que causarão grandes influências na sociedade, podendo modifica-la dramaticamente. A televisão é um exemplo disto, percebe-se que antes da década de setenta, a sociedade, de um modo geral, tinha idéias morais, intelectuais e políticas, totalmente diferentes da sociedade que temos hoje .Por causa disto, os cientistas devem ter consciência de suas responsabilidades perante o mundo, lembrando que ele e sua posteridade também podem sofrer os impactos que a ciência produz.

A ciência está nas mãos de pessoas que possuem educação e desejo de mudar o mundo em que vivem, pessoas que têm a capacidade de ler, escrever, fazer contas e que utilizam a lógica de pensamento.

Um dos cientistas que mais deixou descobertas tecnológicas para a sociedade atual, foi Leonardo Da Vince, que além de pintor era um grande inventor, criando projetos de helicópteros, tanques de guerra, asa delta, instrumentos musicais, salva vidas, etc... . Quando ele viveu em Milão, construiu um sistema de abastecimento de água e esgoto, estudou perspectiva, ótica e anatomia.

Um dos ramos principais da ciência que é responsável por todo o desenvolvimento tecnológico deste o começo do mundo, é a física. Foi através da física que hoje temos carros, aviões, helicópteros, telescópio, satélites, ônibus espacial, televisão, rádio, armas , bombas, trens e muitas outras coisas, e é através da mesma que hoje estamos melhorando essas descobertas, pois já temos metrôs que flutuam devido ao magnetismo, temos aviões muito mais rápidos e confortáveis. Devemos lembrar que é devido a física que descobrimos os movimentos da Terra e assim estabelecemos um sistema de horas para dividir nosso tempo, e é através dela que podemos estudar outros planetas, galáxias e estrelas.

A contribuição da Física para o desenvolvimento das nações do mundo

Quando observamos a História, percebemos que a física sempre esteve presente, talvez de modos diferentes, mas, a partir do momento em que o homem começou a observar a natureza que o envolvia e procurou entendê-la, a física se desenvolveu grandemente. Um dos primeiros homens que começou a compreender isto, e contribuiu muito para sua sociedade e o mundo, foi Arquimedes . Ele estudou , descobriu e formalizou as leis da mecânica, tendo inventado o sistema de roldanas, a alavanca e muitas outras máquinas. Querendo demonstrar o poder da alavanca, ele disse: "Dêem-me um outro lugar onde eu possa colocar-me, e uma alavanca de tamanho adequado, e eu deslocarei a terra". Foi baseado no princípio da alavanca que ele também criou a catapulta, a qual ajudou muito seu povo em resistir à invasão dos romanos. Além disso, ele descobriu os princípios da hidrostática, no qual formulou o que é conhecido como princípio de Arquimedes, que dizia que "todo corpo mergulhado num fluído, recebe um impulso de baixo para cima igual ao peso do volume do fluído deslocado", explicando o por que os corpos mais densos afundam na água e os menos densos flutuam.

Também existiu outros gregos , como Heron ,o qual propôs os princípios da pneumática, Ptolomeu, que foi o responsável pelos estudos da óptica geométrica. E foi devido a todo este desenvolvimento que a Grécia se tornou uma potência de sua época, porém devemos lembrar que foi esta mesma ciência que causou sua queda.

Durante o renascimento, pouco desenvolvimento ocorreu nas ciências, porém um grande nome da renascença, foi Galileu Galilei, que foi um dos primeiros cientistas a levar a experimentação as suas conclusões. Ele estabeleceu a lei da queda dos corpos, afirmando que "quando um corpo cai livremente, sua aceleração é constante, e é a mesma para todos os corpos, leves ou pesados , pequenos ou grandes". A história diz que ele provou isto deixando cair livremente dois corpos diferentes da torre de Pisa. Na astronomia, ele foi o primeiro homem a observar o céu com um telescópio, concluindo que todos os outros astros são constituídos por substâncias iguais à do nosso planeta. Ele era grande defensor do sistema heliocêntrico, proposto por Copérnico, segundo o qual dizia que os planetas, inclusive a Terra, giram em torno do sol.

Porém, foi no século dezessete, que a física se impôs e desenvolveu-se grandemente com os estudos de Isaac Newton. Suas principais contribuições estão no campo da matemática e no campo da ciência natural, com desenvolvimento e sistematização da mecânica, a criação da teoria da gravitação universal, o estudo e o estabelecimento de leis a respeito da refração luminosa e a natureza corpuscular da luz.

Entretanto, foi no século dezenove que a ciência se desenvolveu numa velocidade nunca antes visto, pois as experiências se firmaram, surgiram grandes cientistas e o uso tecnológico começou a desenvolver-se muito rápido. A industria começou a se espalhar pelo mundo e máquinas começaram a substituir os homens. Foi o desenvolvimento desse século que começou a determinar quais eram os países mais desenvolvidos.

No século vinte, a rapidez do desenvolvimento da ciência, está evidente. Existem um número bem maior de cientistas, os meios de comunicação estão em todo o mundo, a sofisticação está tomando conta da tecnologia e percebe-se que a ciência controla um grande mercado financeiro, gerando grande capital para as nações que a tem em desenvolvimento. E para que uma nação se desenvolva, é necessário ter ciência, e para ter ciência, deve ter uma educação capaz de proporcionar pessoas bem intelectuais e que querem melhorar o mundo em que vivem, pois todos os cientistas citados nesta obra, tiveram uma educação muito "forte". E os cientistas atuais estão preocupados em como os países estão investindo em sua educação, pois só assim a ciência poderá se desenvolver.

O Desenvolvimento da ciência no Brasil

Embora a educação no Brasil não seja das melhores, com muita dificuldade, a ciência no país vem se desenvolvendo.

Nos primeiros séculos do país, o governo se dedicava um pouco mais na educação, porém a maioria do povo era analfabeto, e somente os que eram de uma classe social mais alta é que tinham acesso a educação primária, secundária e terciária.

A primeira obra científica feita no Brasil foi publicada em 1648, de autoria de Guilherme Piso e George Marcgraf, contendo observações interessantes sobre a medicina, a Flora e a Fauna.

Os estudos científicos no país, principalmente no aspecto prático, foram maiores com a criação de vários institutos de pesquisa, dos quais os principais são: Instituto Bacteriológico, fundado em São Paulo, em 1892, Policlínica do Rio de Janeiro, em 1889, fundada por um grupo de médicos, laboratório de Higiene, da faculdade de Medicina do Rio de Janeiro, fundado em 1882, o Instituto de Manguinhos (hoje Osvaldo Cruz), criado no Rio de Janeiro em 1901, o Museu Paulista, fundado em 1893, cujo primeiro diretor foi um zoólogo alemão e o Instituto Biológico de São Paulo, criado em 1928.

A Física no Brasil

Com a criação de instituições e escolas superiores, algumas surgidas em 1808, como a escola Médico-Cirúrgica do Rio de Janeiro e da Bahia, lentamente, o ensino da física foi se introduzindo no país, mas, foi somente neste século, (século vinte ), que a física começou a ser estudada e pesquisada no país. Uma das coisas que mais contribuiu para aumentar o interesse pela física, foi a fundação da Sociedade Brasileira de Ciências, em 1916, no Rio de Janeiro, depois, transformada em Academia Brasileira de Ciências, publicando seus anais, para a divulgação de pesquisas e artigos científicos e promovendo conferências e discussões cientificas. A institucionalização da pesquisa física em nosso País, teve inicio na década de 30.

Ultimamente, os assuntos mais enfocados pelas equipes de físicos no Brasil, são:

Física do Estado Sólido ;

Física de Partículas Elementares ;

Física médica ;

Biofísica ;

Gravitação;

Astronomia e Astrofísica.

A Tecnologia no Brasil

A tecnologia no Brasil foi e está sendo introduzida, desde o fim do século dezenove, com a criação das primeiras escolas de engenharia, pois elas influenciaram plenamente na construção de ferrovias, na engenharia civil, na mecânica, na mineração, na industria e nas comunicações em geral.

O primeiro telefone que apareceu no Brasil, foi em 1876, no Rio de Janeiro. Foi instalado no palácio de S. Cristovão.

A primeira transmissão radiofônica brasileira se deu em 7 de setembro de 1922, no Rio de Janeiro. Tornou-se efetiva a radiodifusão no Brasil a partir de 1923, quando foi fundada a Rádio Sociedade do Rio de Janeiro.

O nascimento oficial da televisão brasileira, se deu pela inauguração da TV Tupi de São Paulo, em setembro de 1950.

Conclusão

Diante de todas estas idéias e argumentos apresentados, cheguei à conclusão de que a ciência é tudo para uma nação e que se o Brasil, assim como outras nações buscarem a ciência e melhorarem a educação de sua nação, teremos um mundo melhor, um mundo muito desenvolvido, tanto tecnológico, político, econômico e social.

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

SUTCLIFFE, A.; SUTCLIFFE; A . P. D. Ciência- História e Realidade. SP: IBRASA S.A., p. 127, 129, 144.

CANIATO, Rodolpho . Com ciência na Educação. Campinas, SP: Papirus Editora, p. 9

FERREIRA, Moacyr Costa . O estudo das Ciências no Brasil SP : EDICON, cap.1,3,7,13,14.

Voltar ao início | EE José Juliano Netto - 1999