Samário Sm. Elemento metálico prateado, mole, pertencente à família dos lantanídeos. Z = 62; configuração eletrônica: [Xe] 4f6 6s2; MA = 150,35; d = 7,52 g.cm-3 (20°C); PF = 1073°C; PE = 1791°C. Ocorre na monazita e bastnasita. Apresenta 7 isótopos naturais estáveis, exceto 147Sm que é fracamente radioativo (meia vida de 2,5 x 1011 anos). O metal é usado em ligas especiais para construir partes de reatores nucleares como absorvedor de nêutrons. O óxido, Sm2O3, é usado em pequenas quantidades na composição de vidros óticos. O principal uso do samário é na liga ferromagnética SmCo5 que produz ímãs permanentes, cinco vezes mais fortes que qualquer outro material. O elemento foi descoberto em 1879 por François Lecoq de Boisbaudran.